Oliveira da Serra: como visitar o Lagar - Um Olhar Novo
0

Oliveira da Serra: como visitar o Lagar

O azeite é um produto tipicamente português. Quando falamos em azeite, em qualquer lugar do mundo, nos lembramos de Portugal.

Dentre as várias marcas existentes em Portugal, destaca-se a Oliveira da Serra.

A empresa Oliveira da Serra iniciou-se em 1886 com Alfredo da Silva, o maior industrial português. Desde então, mantém-se no ramo, passando a empresa de geração em geração.

Embora seja uma empresa familiar, hoje é, na verdade, um grande império na produção de azeites, sabão e óleos.

Para saber mais sobre a Oliveira da Serra, e sobre azeites, vale a pena visitar o Lagar do Marmelo, que fica no Alentejo.

A Oliveira da Serra possui 3 tipos de olivais, com aproximadamente 15.000 hec plantados. A produção é de 1.500 toneladas de azeitonas por dia.

Dos lagares da empresa, o Lagar do Marmelo é o maior deles. Há também Lagar na Espanha e no Marrocos.

O Lagar do Marmelo possui dois tipos de plantio: o intensivo e o super intensivo.

No intensivo a apanha é manual, e há mais espaço entre as oliveiras. São necessárias 150 pessoas para o trabalho. Esta apanha é feita entre as 8h e às 17h.

No super intensivo há o plantio de 1600 árvores por hectares, com apanha e poda mecanizadas. Apenas duas pessoas controlam tudo. A apanha ocorre tanto de dia quanto de noite.

Parte da produção é um olival biológico (orgânico). É um olival mais antigo, no qual não há qualquer tipo de tratamento. Gera o Azeite Biológico.

O interessante é que este azeite nunca tem o mesmo sabor, pois é sempre alterado nas safras anuais – depende exclusivamente do sabor da azeitona. Apenas dois tipos de azeitonas plantadas na Oliveira da Serra são do olival biológico: galega e cordovil.

Para os demais tipos de azeite, normalmente, utilizam um “blend”, ou seja, a junção de vários tipos de azeitonas – e por isso conseguem um equilíbrio de sabor, mantido em anos diversos.

Toda a matéria orgânica gerada (ramos, folhas) se transforma em adubo para a terra. O caroço vira biomassa, e a água é reutilizada (há tratamento no próprio lagar).

Na Oliveira da Serra são plantados 18 tipos de azeitonas – confesso que nem sabia que existiam tantas (embora existam muito mais de 100).

Outras variedades são compradas de outros produtores.

Para manter a alta qualidade do azeite, o tempo entre a apanha e a transformação deve ser de, no máximo, 5h (cinco horas) – tudo é controlado, com dados inseridos no sistema computadorizado.

Sempre são analisados: rendimento, acidez e a umidade. O laboratório faz toda a análise.

 

Durante a visita guiada pode-se aprender todo o processo realizado, desde o início, quando são despejadas as azeitonas até o momento em que o azeite vai para a filtragem.

No Lagar do Marmelo há capacidade para a produção de quase 4 milhões de litros de azeite.

Olhando estes números todos ficamos mesmo embasbacados!

Tudo isso gerou para a Oliveira da Serra, em 2018, dois azeites premiados:

O “300” ganhou mais de sessenta prêmios, enquanto o ao lado (na foto abaixo), foi eleito o “Melhor Azeite do Mundo”.

Um azeite para ser considerado extra virgem precisa ter  até 0,8% de acidez; enquanto o virgem possui entre 0,8% e 2% de acidez.

O extra virgem é o recomendado para temperar (por ex, a salada), possuindo mais propriedades nutritivas.

Ao final da visita há degustação de vários azeites da Oliveira da Serra, inclusive dos dois premiados.

 

Alguns azeites – premiados – são vendidos apenas no Lagar ou na Loja da empresa, a O’live by Oliveira da Serra – esta fica na Rua da Prata, na Baixa, em Lisboa.

A loja O’live vende os azeites mais especiais da empresa (a maioria não é vendido nos supermercados, apenas nos que possuem Espaço Gourmet), além de outros azeites, de outras marcas, alcançando azeites de todas as regiões de Portugal.

Também é possível encontrar na loja lembranças especiais, e um chocolate de azeite (não provei).

 

Curiosidades:

Significado Lagar: local onde se pisam os frutos para os separar a parte sólida da líquida.

Por quê Lagar do Marmelo? Por  que a propriedade era nominada, desde seus antigos proprietários, por Herdade do Marmelo. Marmelo é uma fruta – no Brasil conhecemos muito o doce marmelada, embora só conheci a fruta em Portugal.

Azeite Andorinha: embora criado em 1927, foi adquirido em 2004 pela Oliveira da Serra, e apenas em 2007 tiveram a primeira produção. Destaca-se especialmente no mercado brasileiro. É mais suave e com textura delicada.

 

Há visitas guiadas:

  • Dias úteis: 11h às 13h e de 14h às 17h
  • Mediante agendamento prévio
  • As visitas são gratuitas.

 

Site oficial: Oliveira da Serra

 

Serviço:

Lagar do Marmelo: Lagar Oliveira da Serra, Apartado 43, Ferreira do Alentejo, Portugal.

Loja O’live – Rua da Prata, nº 237, Lisboa

Se quiser saber mais sobre Azeites, fica a dica de um livro Azeite de Oliva: conhecer, amar, cozinhar.

 

ORGANIZANDO SUA VIAGEM:

 

Buscando um hotel ou apartamento? No Booking você encontra diversas opções e ajuda o Blog a crescer sem qualquer custo na sua diária!

Pensando em uma #roadtrip pela Europa? Alugue seu carro com a Rentcars, parceira do Blog!

Precisa fazer um seguro saúde? Faça a cotação com nosso parceiro: Seguro Viagem Allianz.

 

Já segue o blog nas redes sociais? Aproveite: curta e compartilhe!

 

Facebook:Um Olhar Novo

Instagram: @blogumolharnovo

Twitter: @UmOlharNovo

 

NÃO É PUBLIEDITORIAL.

Matérias que você pode gostar também

Sem comentários

Deixe um comentário

error: Content is protected !!