2

O fervor do Frevo – Um pouquinho do Paço do Frevo

Ir a Pernambuco é submergir em cultura.

 

Museu do Frevo

 

Dentre tantas manifestações, o Frevo foi elevado à Patrimônio Imaterial pelo IPHAN em 2007, e no ano de 2012, a UNESCO o reconheceu como Patrimônio Imaterial da Humanidade.

Frevo vem de “Ferver”… Na pronúncia popular, o fervor virou Frevo, demonstrando a agitação, o rebuliço que tomou conta das ruas de Recife e Olinda durante o Carnaval (início do Século XX).

 
A dança que começou com os escravos levados à Capitania de Pernambuco alcançou todas as classes sociais e enriquece o passeio pelo Recife Antigo. Além do tradicional Frevo que muitos conhecem, o Bloco Lírico foi criado pelas “damas da sociedade”, que queriam aproveitar a dança, mas não podiam se misturar ao povo – até hoje a tradição é mantida, e se vestem ricamente para apresentações pela cidade.
 

Fruto da pesquisa levada ao IPHAN e UNESCO surge o Paço do Frevo. O local é muito mais que um museu. Nele se vivencia todo o fervor causado pelo Frevo, com aulas de música e dança, a presença de uma rádio, e espaço para apresentações.

Museu do Frevo

 

Há cursos de dança (frevo) regulares para crianças e adultos, além de escola de música com orquestra de pandeiros e frevo de rua. Além disso, no espaço funciona um projeto permanente de aulas particulares para pesquisadores, turistas, artistas residentes e iniciantes.

 

Logo na chegada você se deparará com vários nomes na parede… com certeza o seu também estará lá! São pessoas que fizeram e fazem parte do Frevo, e em cada um há a correspondência de um desconhecido, pois o Frevo é feito por todos e para todos.

Museu do Frevo
 

No primeiro andar a história é contada ano a ano; em cada um você poderá conhecer os compositores, letras e a influência do Frevo em outras áreas. Aproveite e conheça o que aconteceu de importante no Frevo no ano em que você nasceu! 

Museu do Frevo
 

A gente também ficou marcado na parede do museu!! Vire as páginas do livro e se surpreenda!!

No segundo andar do espaço há uma sala que demonstra o nosso corpo ao ouvir o ritmo do frevo… o sangue sai do corpo e se esvai por todo o Recife Antigo, demonstrando a invasão que ocorre quando o Frevo é tocado, especialmente durante o Galo da Madrugada.

Museu do Frevo
 

O último andar é dedicado às apresentações…. e em volta do espaço vários estandartes enfeitam o chão e espalham a tradição.

Museu do Frevo


Há apresentações regulares, e para saber a data exata é interessante olhar no site ao programar sua viagem (são programações mensais).


Quem diria que de um erro gramatical surgiria uma das maiores expressões de Pernambuco e do Brasil?
 

Conheça Pernambuco! Para se hospedar em Recife, veja neste link ótimas opções no Booking!

Serviço: 
Ingresso: R$ 6,00 (seis reais) – inteira
Site: www.pacodofrevo.org.br
Recife Antigo: Praça do Arsenal da Marinha, s/n, Bairro do Recife – PE
Horário de funcionamento:Fechado às segundas; Terças, Quartas e Sextas: 9h às 18h; Quintas: 9h às 21h; Sábados e Domingos: 12h às 19h.
Todas as terças a entrada é gratuita!!

 

Quer visitar outros lugares do Brasil, veja estas dicas:

Pedra Azul: a região serrana do Espírito Santo

Inhotim: um museu a céu aberto pertinho de Belo Horizonte

Recife em 48 horas

Matérias que você pode gostar também

2 Comentários

  • Responder
    48 horas pelas ruas do Recife - Um Olhar Novo
    26/08/2018 em 18:11

    […] Paço do Frevo: um Museu lindo que você pode saber mais aqui! […]

  • Deixe um comentário