4

Dicas imperdíveis de Berlim

Berlim é com certeza uma cidade ícone na Europa. Seja pela sua multiculturalidade, seja por ser um retrato da história recente, ou mesmo por ter ser tornado uma mega cidade em tão pouco tempo e após uma guerra devastadora.

E com tudo isso, é impensável caminhar pela cidade sem se deparar com os traços da história, mas ao mesmo tempo, verificando o quão linda Berlim é!

Preparando sua viagem para Berlim? Venha ler dicas imperdíveis do que conhecer!

Não se trata propriamente de um roteiro, mas de lugares que não deve deixar de visitar!

A lista está em ordem de proximidade dos locais, para facilitar aproveitar ao máximo. Então, não perca a oportunidade de conhecer cada um deles. Depois me conta qual mais gostou!

Monumento ao Holocausto:

Também chamado de Memorial dos Judeus Mortos, foi projetado pelo arquiteto Peter Eisenman, e conta com 2.711 blocos de concreto, todos do mesmo tamanho, mas que parecem ser diversos dentro do enorme espaço em que foram colocados.

Portão de Brandemburgo:

O Brandenburger Tor fica na Pariser Platz, e foi construído entre 1788 e 1791.

É um dos emblemáticos locais de Berlim, e durante a invasão francesa, a escultura que fica no alto do Portão foi retirada e levada para Paris, retornando em 1814 sendo declarada um símbolo da vitória.

Bundestag

Também conhecido como Palácio Reichstag, o Parlamento Alemão foi considerado por Norbert Lammert (presidente do Bundestag) como a coluna vertebral da ordem constitucional alemã, o princípio foro político da nação.

Para visitar o edifício, deve comprar o ingresso antecipadamente, e pode fazê-lo através do site oficial ou em um stand de vendas que fica bem próximo à entrada.

O ingresso dá direito a um audioguia com duração de 20 min, e que descreve as paisagens vistas do topo do prédio, como a Filarmônica, a Torre de Televisão e a Catedral de Berlim.

Ilha dos Museus

É nesta Ilha que nasce Berlim, no início do Século XIII. Passado tanto tempo, e após a danificação dos prédios com a 2ª guerra mundial, a Ilha é hoje um local para apreciar museus impressionantes, a Catedral de Berlim, além do jardim que é local para descanso e apreciação.

Ficam na Ilha dos Museus:

  1. Bode-Museum – leva este nome em razão do historiador Wilhelm von Bode, que dirigia museus à época. Possui um vasto acervo de moedas e também esculturas.
  2. Neus Museum – abriga um grande acervo egípcio, e dentre as obras, o busto de Nefertiti.
  3. Alte Nationalgalerie – exposição de arte moderna.
  4. Altes Museum – uma das construções mais bonitas, após a segunda guerra era usado apenas para exposições temporárias, mas atualmente tem acervo de antiguidades etruscas e greco-romanas.
  5. Pergamonmuseum – seu nome se deve ao “Altar de Pérgamo”, o imenso altar fazia parte da Acrópole na antiga cidade de Pérgamo. Há muitas peças do Oriente Médio.

Catedral de Berlim

A Catedral foi construída durante o reinado do Imperador Guilherme II, entre 1894 e 1905, mas a paróquia existe desde 1608, pois existia no mesmo lugar uma pequena catedral barroca.

Em maio de 1944 uma bomba impactou a cúpula, causando sérios danos à catedral. Em 1975 recomeçaram os reparos mais significativos, e apenas em 2002 toda a restauração foi finda.

O acesso à cúpula se dá através de 270 degraus, e também há na catedral um museu cujo acervo demonstra a história da construção da catedral.

A igreja é toda linda, mas os mosaicos da cúpula merecem muita atenção.

O ingresso custou 5 euros.

Museu DDR

Este Museu é uma viagem no tempo. Cheio de interações, e muito procurado por crianças, mostra como viviam os alemães do Ocidente e do Oriente – os objetos que estavam disponíveis para a Alemanha Oriental e Ocidental no mesmo lapso de tempo.

Torre de Televisão

Inaugurada em outubro de 1969, a torre contém 368m de altura, mas o mais alto que chegará será a 203m – o piso panorâmico, ou 207m, se quiser aproveitar o restaurante.

Do piso panorâmico é possível avistar a Coluna da Vitória, a Estação Central, o Reichstag. Fala-se em visibilidade de 80km!!

São 986 degraus, mas o acesso para chegar até o piso panorâmico se dá através de elevador (apenas 40 segundos!!).

Como são muitos interessados, o bilhete possui um horário pré-agendado, o que te permite conhecer as redondezas e não ficar em uma fila gigantesca. É possível informar o número do telefone celular e ser informado do seu horário por SMS.

Ingresso: 10,10 euros.

Muro de Berlim – East Side Gallery

Embora existam alguns “pedaços” do muro espalhados pela cidade, é em East Side Gallery que encontrará o maior percurso preservado.

De um muro cinza para um muro com painéis com arte urbana, cores e mensagens, é um dos locais imperdíveis a se visitar em Berlim.

Tiergarten

Parque paisagístico bem no centro de Berlim. Vale a pena passear por ele, especialmente para se ir da Coluna Triunfal até o Bundestag e o Portão de Brandemburgo.

Museu dos Judeus

Não pense em encontrar mensagens do holocausto neste museu.

Elas existem, no Jewish Museum Berlin celebram-se os judeus, suas histórias e feitos para a humanidade. O edifício em si já é uma obra de arte.

O que mais mexeu comigo foi o Jardim do Exílio.

A entrada custou 6 euros.

Berlin Story Museum

Este museu fica exatamente dentro de um Bunker totalmente preservado desde a 2ª Guerra! Com um regresso histórico, remonta à Prússia, além de ter sido o único local em que vi presencialmente os fatos do período de Hitler.

É proibido fotografar qualquer peça com símbolos nazistas. A ideia não é perpetuar esta triste parte da história, mas contá-la para que os fatos não se repitam.

Entrada: 6 euros, com direito a audioguia (há 10 línguas).

Fiquei hospedada bem pertinho dele, no Hotel Ibis.

 

Há muito mais para se visitar em Berlim, mas sempre é bom ter motivos para voltar, certo?!

 

Quer saber mais sobre a Alemanha?

A Angie, do blog Apure Guria conta sobre morar na Alemanha, e também a razão de ter ido embora de lá. Confesso que me emocionei.

Se quiser visitar castelos na Alemanha, dá uma olhada no Caixa de Viagens! A Lívia foi a dois e nos conta como fazer a visita.

O blog Agenda Berlim te conta se vale a pena usar o Berlin Welcome Card – eu usei e tive uma economia significativa.

Um destino diferente na Alemanha? O blog Mochilão Barato conta como é conhecer Zugspitze – a montanha mais alta da Alemanha.

 

Já escolheu seu hotel? No Booking há várias opções para você curtir uma boa hospedagem!

 

Procurando outros destinos pela Europa?

Conheça Assis e se encante! Um dos lugares que mais gostei de conhecer.

Que tal um roteiro para PARIS? Olha aqui!

Roteiro de 3 dias por Lisboa para aproveitar ao máximo.

O Tribunal de Nuremberg, para conhecer mais da história

Luxemburgo – um conto de fadas?!

Que tal uma #roadtrip pela Alemanha? Reserve seu carro aqui! Somos afiliados da Rentcars!

Já segue o blog nas redes sociais? Aproveite: curta e compartilhe!

Facebook:Um Olhar Novo

Instagram: @blogumolharnovo

Twitter: @UmOlharNovo

Matérias que você pode gostar também

4 Comentários

  • Responder
    Nicole
    12/10/2018 em 12:44

    Muito obrigada pela menção ao nosso blog, Ana Carolina! 🙂

  • Responder
    Livia Bellotti
    22/10/2018 em 04:16

    Berlim é incrível e você descreveu muito bem os lugares visitados, com muitas informações e de uma forma muito prazerosa de ler. Parabéns pelo post e muito obrigada por citar o Caixa de Viagens, você é um amor!

    • Responder
      Ana Carolina
      23/10/2018 em 11:42

      Lívia, obrigada pelo carinho! Eu fico feliz em ver o Caixa de Viagens por aqui! Adoro seus posts e passeios 🙂

    Deixe um comentário