A viagem que é migrar por Taisa Milene - Um Olhar Novo
0

A viagem que é migrar por Taisa Milene

A Taisa Milene é coach e especialista em expatriados. Mais ainda, com foco para migrantes empreendedores.

Mudar de país não é tão fácil quando falamos em carreira profissional, e ela consegue te ajudar a encontrar o próprio caminho neste novo percurso.

O texto que segue é a visão da Taisa Milene sobre a viagem que é migrar, e além de mostrar o sentimento dela, vai te ajudar a passar pelas diversas fases.

Para também ter seu texto publicado aqui, saiba como em A Viagem que é Migrar.

Vamos ao texto!

A primeira coisa que pensamos quando decidimos sair do país é: que país, as cidades, a melhora na segurança, educação, trabalho, no máximo sobre a adaptação dos filhos. A gente acha que a viagem se resume a colocar a vida em algumas malas, comprar a passagem e voar para o destino final.

Migrar é muito mais do que isto, é comprar uma passagem sem volta para um destino que nem você sabe ainda.

Sempre que falo isto, alguém me responde: “mas eu sei para onde vou”. Você sabe onde estará, mas não saberá mais quem você é. A viagem sem volta é para dentro de você mesma.

Na pré viagem, minhas dicas são as seguintes: entenda muito bem o motivo que te faz mudar, alinhe isto com a família (nem sempre todos vão concordar, ou ter o mesmo motivo), e principalmente tenha claro o que está disposta de abrir mão.

Chegando no lugar em que escolheu, todos passarão por estas fases: lua de mel, choque, ajuste e domínio. Algumas pessoas sentirão mais, outras menos, e vai depender do nível de autoconhecimento de cada um.

mulher sorrindo com blusa azul com listras pretas de mangas compridas e ao fundo azulejos coloridos

Lua de mel: é aquela fase da euforia. Tudo é perfeito, das pessoas a comida. Quem não cuidava da casa, até acha graça em ter que cuidar, de organizar tudo. Geralmente é a fase que a gente faz a casa entrar no eixo e não tem um tempo certo para acabar.

Choque cultural: “Opa! Não era bem assim que eu achava que iria ser”. Aqui a gente tem que minimizar com pesquisa antes da mudança, mas o choque sempre irá existir. O choque pode ser através da língua, da burocracia, da mudança de carreira, dos costumes e tradições. Este choque é perigoso porque pode se tornar um furacão de emoções.

O questionamento sobre a cultura gerará medo, insegurança e apego a antiga cultura. Há quem viva anos nesta fase e a saída é mudar um pouco a perspectiva e ver quais os aprendizados que você teve vivendo em outro país.

Ajuste: aqui você já vê uma perspectiva que pode e vai melhorar, já deu espaço para o novo, mas ainda precisa aprender a lidar com ele. Aqui você se tornará outra pessoa, com novos hábitos e talvez novos valores. Essa fase é lenta e é possível ter algumas recaídas.

Domínio: nesta fase você sabe claramente quem é. Não renega as origens, mas sabe conviver com a nova cultura. Acredito que as pessoas se tornam mais donas delas mesmas nesta fase. Há um maior equilíbrio emocional.

Foi nesta viagem que é migrar que que acabei me reencontrando. Conheci uma Taisa mais divertida, segura, mais fácil conviver com os defeitos e até rir deles.

Meu nível de consciência e resiliência aumentou exponencialmente e a união com a família também. Tenho consciência dos problemas que me cercam, mas o medo não me paralisa mais.

Hoje encaro estes problemas de frente, sem reclamar, e parto para ação. Enfim, não sou nem brasileira, nem portuguesa, sou mais dona de mim.

E será que toda esta viagem vale a pena?

Se sentir mais dona de si, inteira e plena vai fazer diferença na maneira como encara o mundo, na relação com a família, e principalmente no relacionamento mais importante que temos… com nós mesmas.

Mãe com filha no colo na grama e ao fundo a torre dos clérigos
Taisa Milene e a filha no Porto
Lindo o texto da Taisa Milene! Passamos por diversas fases em todo o nosso caminho.

Conhecer estas fases no ajuda a fazer do novo percurso verdadeiramente um caminho, e não um calvário.

Para entrar em contato com a Taisa Milene, mande mensagem através do instagram, e aproveite também para seguir e aproveitar outras dicas que ela nos dá por lá.

ORGANIZANDO SUA VIAGEM:

Buscando um hotel ou apartamento? No Booking você encontra diversas opções e ajuda o Blog a crescer sem qualquer custo na sua diária!

Pensando em uma #roadtrip ? Alugue seu carro com a Rentcars, parceira do Blog!

Para viajar para a Itália, Portugal ou Cabo Verde você pode fazer o PB4, ou mesmo com ele, fazer um seguro saúde, pode fazer a cotação com nosso parceiro: Seguro Viagem Allianz.

Já segue o blog nas redes sociais? Aproveite: curta e compartilhe!

Facebook:Um Olhar Novo

Instagram: @blogumolharnovo

Twitter: @UmOlharNovo

Matérias que você pode gostar também

Sem comentários

Deixe um comentário

error: Content is protected !!